quinta-feira, 21 de outubro de 2010

Reagindo contra a força da gravidade.

Ao avaliar a postura de um paciente podemos nos basear em vários autores e técnicas, GDS, RPG, Françoise Mézières e muitos outros, entretanto o mais importante é percebermos qual a estratégia que o corpo do paciente está assumindo para vencer a força da gravidade e se esta estratégia está sendo eficiente ou não.

No caso de um paciente que tenha dor ou lesão proveniente de uma alteração postural, dificilmente a estratégia que este paciente assumiu está sendo eficiente. É bom lembrarmos que a postura não se forma conscientemente, e sim durante toda a infância pela genética, meio em que vive, esportes que pratica, lesões, posturas viciosas, pela personalidade e principalmente pela coordenação motora, pois estudando o trabalho de Beziers e Piret vemos que o movimento mal coordenado leva a deformações das estruturas.
Além disso é interessante sempre termos em mente a frase de Godelieve Denys Struyf (Método GDS):

"Inicialmente é da função que decorre a forma. Na patologia, com frequência, é a forma que põe entraves à função."

Mas a principal questão a ser discutida é em relação a estas estratégias, pois como podemos ver na foto abaixo, esta paciente leva suas articulações ao limite com rotação interna e valgo importantes de joelhos e desabamento dos arcos plantares. Isto , na dinâmica da marcha tem repercussões, pois geralmente a mesma falta de reação da musculatura vai ocorrer e contribuir para desgastes articulares, sobrecargas de ligamentos e tendões e contribuir cada vez mais para destreinar a musculatura responsável pela estabilização articular, o que pode levar até mesmo a lesões traumáticas como entorses.



O objetivo do tratamento no caso desta paciente é fazer com que suas articulação reajam a gravidade melhorando o arco plantar e rodando os joelhos para fora, tudo isto em um trabalho postural, primeiramente estático e posteriormente Força Dinâmica, uma técnica que visa melhorar a aplicação de força com exercícios de restruturação da coordenação motora da marcha, o que contribui para evitar a dissipação de forças como representado pelas flechas vermelhas na foto acima.



Mais algumas informações podem ser visualizadas em postagem anterior no link:

http://accurafisio.blogspot.com/2010/02/treino-de-marcha-com-enfoque-postural.html

Um comentário:

  1. e ae cara, tudo bom? parabéns pelos posts...
    depois entra no meu blog ! falo sobre terapia manual e desportiva... www.ftmanual.blogspot.com
    abraços

    ResponderExcluir