quinta-feira, 15 de abril de 2010

Caso: Tendinopatia do Tendão Fibular Longo em Patinadora de Velocidade.


Esta Quarta-feira, dia 12/05 discutimos em reunião clínica na Clínica Accura o caso de uma paciente da Seleção Master de Patinação de Velocidade, que referiu inicialmente ter trocado de patins, por um patin com cano mais longo, pois estava "pronando muito", para melhorar a estabilidade.
Num primeiro momento pudemos perceber que o próprio patin estava provocando atrito dos fibulares do tornozelo direito por consequência da posição em eversão num apoio instável do pé direito, mas numa análise mais profunda percebemos que este era apenas um dos fatores, pois não adiantava nos preocuparmos com o atrito do tendão se o motivo primário é a instabilidade do tornozelo.
Ao avaliar com maior atenção vimos que o problema maior é a fraqueza do músculo tibial posterior, mas seguindo o conceito da Força Dinâmica, não iremos fortalecer o músculo que está fraco e sim melhorar a relação apoio/propulsão.
Correlacionando com o tipo de atleta que vemos com maior frequência, o corredor, pudemos verificar que realmente com esta paciente em específico acontece o mesmo que na corrida, o membro que propulsiona melhor é o mesmo do pé que tem a pior base no apoio unipodal.
Portanto, parte do trabalho sensório-motor é feito de patin, parecido com o trabalho de Força Dinâmica, mas imitando o gesto esportivo da patinação, com o objetivo de melhorar a propulsão do membro inferior esquerdo e o apoio do pé direito (membro acometido).

Logicamente que fazemos todos os exercícios bilateralmente, pois o objetivo é sempre chegar o mais próximo da simetria da propulsão e apoio possível.
Importante salientar também que orientamos a atleta, durante o tratamento, a termo-moldar o patin para ajustar melhor ao pé dela, o que de grande valia na melhora da dor para o retorno aos treinos.
Ao lado, Alguns vídeos do Youtube correlacionados.
Agradeço ao Paulo Marques, Auxiliar Técnico da Seleção Brasileira de Masters e treinador que acompanha de perto esta atleta, por permitir que acompanhasse o treinamento tirando fotos e trocando experiências. Graças a profissionais como ele, interessado no intercâmbio de conhecimentos, o esporte e a fisioterapia esportiva evoluem lado a lado.

9 comentários:

  1. Oi Claudio
    Parabéns pela maturidade na análise do problema.
    É muito bom saber que vocês estão conseguindo colaborar com atletas de diversas modalidades esportivas pelos conceitos da Força Dinâmica.
    Marcelo Semiatzh

    ResponderExcluir
  2. Claudio,

    Parabéns por sua matéria, ao fazer analizes de um esporte que tem pouca biografia.
    Interesante saber que vocês teham interesses em conhecer, entender e colaborar com este grandioso esporte.

    Contudo, identifico que, melhorando o deslocamento do centro de gravidade ou ponto de equilibrio sobre o pé na face do apoio envolveria mais grupos musculares no estagio do empurre permitindo uma maior propulsão.

    Agradeço pela dedicação com o nosso esporte.

    Ramiro Riveros
    Téc. Seleção Brasileira Principal de Patinação de Velocidade.
    Téc. Equipe Capital Speed.
    laserskate@hotmail.com
    www.capitalspeed.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Claudio,

    A troca de experiências sempre será bem vinda tratando-se da nossa modalidade.
    Agradeço por sua disponibilidade e dedicação em querer aperfeiçoar seus conhecimentos com o nosso esporte!.

    Obrigado

    ResponderExcluir
  4. Obrigado pela atenção que vocês da Seleção deram à postagem, espero que continuem visitando e interagindo com o Blog sempre.

    Abs.

    ResponderExcluir
  5. Fui diagnosticada com TENDINOPATIA FIBULARES, será que fisioterapia melhora mesmo, ou terei de fazer cirugia, não sou atleta esempre fiz caminhada, agora não posso mais, faço apena alongamento e pilates. O que vcs me aconselham??? obrigado

    ResponderExcluir
  6. Com certeza a fisioterapia tem bons resultados neste tipo de Tendinopatia, mas cada caso é um caso e teria que avaliar o seu em específico para poder te orientar melhor.
    É muito difícil orientar sem ter uma avaliação precisa, pois teria que avaliar sua postura, marcha e outros fatores que podem influenciar.
    Estou a disposição.
    Tel.: 11-50551505

    Att.

    ResponderExcluir
  7. Fala meu amigo esse Blog esta bombando heim. Parabéns pelo trabalho. Eu mudei de Blog estou colocando o seu la, troque o meu ai...
    abração... http://fisioterapiariopreto.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  8. Oi, Claudio! Tudo bem?



    Visiteio seu blog e li um post sobre tendinopatia dos fibulares. Muito legal!



    Sou coredor e também estou fazendo tratamento para esta mesma inflamação. Meu médico receitou bi profenide por 7 dias e 10 dias de fisio para uma nov avaliação e, posterior, outros 10 dias de fisio. Gostaria de saber o que você acha do tratamento e o que recomenda no retorno aos treinos após os tratamentos. Dá um medo de ter de parar novamente.



    Muito obrigado e parabéns pelo blog!



    Abraço,



    Alejandro Ramirez

    ResponderExcluir
  9. ALEJANDRO,

    VOU RESPONDER PELO EMAIL.

    ABS.

    ResponderExcluir